...
top of page

ADALBERTO TRIGUEIRO: UM VERDADEIRO CAMPEÃO

Adalberto nasceu surdo e desde criança já começou a brigar por um lugar de destaque; e já estava destinado que não seria mais um rosto na multidão.


O caminho para iniciar sua busca estava no dojo e tudo contribuía para as futuras conquistas. O professor Eduardo Duarte*, então, percebeu diante dele um talento bruto precisando ser lapidado. E, assim, depois de muitos treinos, doutrina e dedicação Bebeto, como é carinhosamente chamado, se tornou o primeiro faixa preta surdo no estado pela Liga de Judô do Estado do Rio de Janeiro - LIJUERJ (ex-filiada da LNJ).


Adalberto Trigueiro tem no seu currículo de lutas mais de 200 medalhas, sendo 80% no judô convencional (regular). E Bebeto avançou também, nas disputas internacionais: Em Taipei, capital de Taiwan (2009), conquistou o 7° Lugar no Surdolímpico; no Mundial de Surdos da Venezuela, no ano de 2012, glorificou seu peito com 3 (três) medalhas (individual, por equipe



e kata) e mais outras 4 (quatro) no Campeonato Sul-americano.


'Mas o atleta tem fome de vitórias.'


E dessa vez, fazendo parte de Federação de Judô Social do Estado do Rio de Janeiro - FJSERJ, tornou-se por méritos o primeiro surdo árbitro brasileiro no judô. Depois de passar por exame rigoroso, prático e on-line, aplicado pela LNJ - Liga Nacional de Judô Adalberto Trigueiro alcançou a categoria de 'Nacional-A'.


Para Trigueiro nada é definitivo. Então, vamos aguardar os próximos 'ippons' que vêm por aí.


Guará Matos - Coordenador de Comunicação.

________________

*Eduardo Duarte - Presidente da Federação de Judô Social do Estado do Rio de Janeiro - FJSERJ;

- Fundador, ex-presidente e hoje coordenador técnico da Associação Valorizando as Diferenças - AVD.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Judo Social Rio na Rádio Tupi

Na última sexta, o professor Eduardo Duarte, presidente do Judô Social Rio e Consultor do Judô Para Todos (Inclusivo) da Liga Nacional de Judô, participou do programa "Tupi nas Comunidades", apresenta

Comments


bottom of page