...
 

JUDÔ RIO SOCIAL DÁ A LARGADA VISANDO O BRASILEIRO REGIONAL

Atualizado: 8 de jun.

O SESC Duque de Caxias (RJ) recebeu a Federação de Judô Social do Estado do Rio de Janeiro - FJSERJ, para um grande treino preparatório, visando o Campeonato Brasileiro Regional que será realizado neste mês de Junho em nosso Estado.


Apesar das chuvas que caíram sobre o Grande Rio no dia escolhido para o treinamento (sábado - 04/06), dezenas de atletas, das categorias sub-13 acima, compareceram ao ginásio da instituição superando as expectativas da diretoria e coordenação de alto rendimento despertando otimismo por bons resultados na competição.


Foram disponibilizadas para esse dia, duas salas: uma para o treino de campo e outra para a 'Clínica de Oficiais de Mesa'. E pensando em atender a todos, sem prejudicar a preparação de nenhum atleta (oficiais de mesa e staff são também competidores), a 'Clínica' iniciou às 11 horas (logo após o treino físico e técnico).


Segundo o presidente Eduardo Duarte "Encontros como esse são fundamentais para o crescimento do Judô Social Rio e seus filiados. Os eventos são essenciais para o desenvolvimento do judô através da troca de conhecimento de todos, desde o iniciante ao mais antigo. O Judô Social Rio sabe que a sua tarefa é árdua, mas suas principais virtudes como a motivação, a humildade, a disciplina e inteligência são ingredientes imprescindíveis para atingir o seu objetivo, fomentar o judô por todo estado de forma igualitária.".


O presidente Eduardo, vai mais além: "O Judô Social Rio é uma entidade nova que busca dar acesso a todos e 90% dos nossos filiados são projetos sociais. O Brasileiro Regional é uma grande oportunidade para muitos jovens que sequer sonharam um dia com essa oportunidade, mas segundo o regulamento o processo é excludente, levando em conta que a pesagem acontecerá na sexta e, segundo o coordenador da entidade organizadora, "não haverá pesagem no sábado" . Como assim? E quem vem do interior do estado projetando sua chegada pela manhã para minimizar custos se vê obrigado a chegar um dia antes, assim quem é de projeto social de regiões como São Gonçalo, Baixada entre outros é obrigado a se pesar um dia antes, inviabilizando a sua participação e tendo em conta a distância que implica em pelo menos três conduções com no mínimo de doze passagens (somando o acompanhamento do responsável). Infelizmente as pessoas que não trabalham com projetos sociais, digo projetos sociais raiz, em áreas de grande vulnerabilidade social

e miséria, não sabem o quanto é difícil dispor da quantia da taxa de campeonato incluindo, além das despesas já citadas, a alimentação. O sistema de ligas foi criado para incluir a todos e algumas entidades não têm essa percepção ou sensibilidade. O Judô Social Rio se fará presente; todavia, com todas as dificuldades impostas, não será como havia planejado". Finalizou o presidente da FJSERJ.


Guará Matos - Coord. De Comunicação.


18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo