...
 

APENAS A VERDADE

APENAS A VERDADE


Continua repercutindo no Judô brasileiro e nos meios de notícias esportivas a decisão favorável da justiça ao surdoatleta Adalberto Silva. O judoca é dos quadros da Associação Valorizando as Diferenças - AVD e filiado à Federação de Judô Social do Estado do Rio de Janeiro - FJSERJ.


Vamos recapitular, o imbróglio que levou o atleta à buscar na justiça os seus direitos:


Adalberto compareceu à pesagem realizada pela Federação de Judô do Estado do Rio de Janeiro - FJERJ, já com o processo do 'Mandato de Segurança' em andamento. Chegando ao local onde deveria se pesar foi recebido pela intérprete de libras da Confederação Brasileira de Desportos de Surdos - CBDS, que imediatamente e na sua presença comunicou-se com o presidente da FJERJ. Simultaneamente era transmitido ao judoca, todo teor da conversação com o dirigente. (segundo a intérprete o presidente da entidade citada, colocou três opções de filiação para a participação do atleta e sendo descartadas por ele que reafirmou sua lealdade e fidelidade a AVD e ao Judô Social Rio) .


E como retaliação diante de seu posicionamento firme, o atleta

foi arbitrariamente impedido de pesar o que o impediria de disputar a seletiva para a Surdolimpiada com o argumento de que 'não estava regular na Federação de Judô do Estado do Rio Janeiro e na Confederação Brasileira de Judô'. Mas essa justificativa é invencionice, pois tanto a CBJ como a FJERJ são entidades voltadas para o judô olímpico e não surdolímpico.


Mas quando tudo parecia perdido o guerreiro Silva, com o apoio ativo do professor Eduardo Duarte, presidente da FJSERJ e dirigente técnico da AVD, recebeu a excelente notícia: a Defensoria Pública comunicou a concessão do 'Mandato de Segurança', pela Juíza de Plantão, que garantiu ao surdoatleta o seu direito de participar da seletiva e seguir na sua caminhada vencedora em prol do 'Caminho Suave'.


Adalberto Silva depois de ter seus direitos reconhecidos pela justiça, agradeceu, mesmo abalado, onde mais gosta: no dojo e lutando.


Que sirva de lição aos que acreditam estar acima das leis.


Osu.


Guará Matos - Coordenador de Comunicação.








7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo